Psiquiatria e Sociedade

Mente, cérebro e gente

“Como” esperar quando se está esperando

leave a comment »

Ainda era adolescente quando tive um insight na fila do MacDonalds. De repente me dei conta de que era inútil preencher, ainda na fila, um papelzinho dizendo qual era o meu pedido – se na hora em que eu chegava no caixa a pessoa ainda me fazia outras perguntas, por que raios o papel? Ele não acelerava o processo nem facilitava a compra. Foi necessário um nova camada de compreensão, tempos depois, até entender a estratégia – aquele funcionário que percorre a fila perguntando o que quero comer, se desejo sobremesa etc., tem o propósito de me fazer sentir atendido: assim que ele me aborda eu mudo de patamar – comecei a ser atendidos, afinal, e portanto não estou apenas esperando. Mas eis que descubro, anos depois, que a coisa não para por aí. Mais um nível de compreensão se abriu quando descobri que, além de reduzir minha percepção de espera, a estratégia diminui bastante a chance de eu desistir da minha compra e abandonar a fila. Sim, agora me parece bastante óbvio, mas eu nunca havia pensado nesses termos, nem me deparado com uma prova objetiva.

LEIA A ÍNTEGRA NO PORTAL ESTADÃO.

Written by Daniel M Barros

27/09/2012 às 12:58 PM

Publicado em Uncategorized

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: