Psiquiatria e Sociedade

Mente, cérebro e gente

Em caso de incêndio…

with one comment

Você já esteve num incêndio? Eu já – há poucos dias. Acredite: a experiência é aterradora. Para mim, mais do que o medo da morte, a sensação de perda de controle foi o mais angustiante.

Sábado à tarde estava com minha esposa vendo um filme quando senti um cheiro de queimado. Não parecia vir de casa, então fui olhar pela janela do apartamento. Assustei-me com a quantidade de fumaça vinda do primeiro andar e resolvi checar. Pedi à minha esposa que esperasse e desci pela escada, mas lá pelo terceiro andar vi que situação era grave: a fumaça espessa já dominava a escada de emergência, e embora o calor não fosse intenso percebi que se tratava de um incêndio. Corri escada acima para buscar minha esposa e pegar panos molhados para cobrir o rosto. Tarde demais: ao tentarmos descer novamente a fumaça já impedia a visão e a respiração na escada toda, nos cegando e sufocando. “Não há mais o que fazer” pensei “Vamos para a sacada”. Voltamos para o apartamento, e da janela pude ver que a fumaça, pelo menos do lado de fora, diminuíra. Em alguns minutos vimos jatos de água saindo do primeiro andar (funcionários do condomínio conseguiram invadir o apartamento e acionar a mangueira de incêndio). Soubemos depois que a causa do incêndio foi um aquecedor de ambiente, e que ao desligarem a energia do andar para combater o fogo, inadvertidamente o exaustor da escada foi também desligado, transformando-a numa caixa de fumaça.

O ser humano tem a necessidade de se sentir no controle das situações, mesmo que não esteja. Num estudo de revisão muito bom sobre o assunto os cientistas mostraram que essa necessidade é detectável já em crianças pequenas, e mesmo os animais claramente preferem situações de autonomia, mesmo que a possibilidade de escolha não traga ganhos reais. Em situações de estresse, até mesmo a ilusão de haver possibilidade de escolhas reduz o sofrimento psíquico, provavelmente por atuação dos centros de recompensa do cérebro, que diante da mera ilusão de autonomia já produzem sensação de bem estar. Finalmente, todos os estudos confirmam que retirar de alguém a autonomia é um fator de enorme desgaste emocional e sofrimento mental. Provavelmente o gosto intenso pelo poder de escolha é adaptativo, fincado em nosso cérebro pois sem ele tenderíamos à passividade total, ficando (ainda mais) à mercê do acaso.

Acho que foi por isso que o momento mais angustiante do incêndio, para mim, foi quando me vi sem escolha, sem alternativa alguma a não ser voltar para meu apartamento e esperar. A falta de controle mostrou todo seu poder estressor.

E se no final das contas ninguém se feriu, isso só ocorreu graças aos seres humanos que exerceram seu poder de escolha, enfrentaram o fogo e – felizmente para nós e para seus cérebros – controlaram a situação.

ResearchBlogging.org Leotti, L., Iyengar, S., & Ochsner, K. (2010). Born to choose: the origins and value of the need for control Trends in Cognitive Sciences, 14 (10), 457-463 DOI: 10.1016/j.tics.2010.08.001

Written by Daniel M Barros

16/06/2011 às 11:28 AM

Uma resposta

Subscribe to comments with RSS.

  1. Olá Daniel muito interessante este seu post… Não só porque, com a graça de Deus, todos estão salvos mas pela ótima referência utilizada aqui. A questão da autonomia por você relatada me ajudou a criar vários links, p. e., pacientes que apresentam transtorno mental e neste processo perdem sua autonomia e sofrem ainda mais com isso – agora sei um pouco mais porque acontece. Isso me trouxe uma outra ótica relacionada a possibilidades x realidade que irei amadurecer ainda mais neste “incêndio” atual que está a minha mente ; ) Obrigada!

    Georgea Alexandra

    Georgea Alexandra

    16/06/2011 at 10:25 PM


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: