Psiquiatria e Sociedade

Mente, cérebro e gente

Psiquiatria forense – peritos, assistentes técnicos e laudo psiquiátrico

with 3 comments

Com a proliferação de casos envolvendo a dúvida sobre a sanidade mental dos envolvidos, tanto na esfera criminal como nas áreas trabalhistas e de família, achei interessante resgatar um texto explicativo básico sobre a Psiquiatria Forense.

A psiquiatria forense atua nos casos em que haja qualquer dúvida sobre a integridade ou a saúde mental dos indivíduos, em qualquer área do Direito, buscando esclarecer à justiça se há ou não a presença de um transtorno ou enfermidade mental e quais as implicações da existência ou não de um diagnóstico psiquiátrico. É uma sub-especialidade tanto da Psiquiatria como da Medicina Legal. Ela é ainda hoje é muito pouco estudada com rigor e metodologia científica.

A ABRANGÊNCIA DA PSIQUIATRIA FORENSE

Normalmente quando se pensa em perícia, pensa-se num criminoso cruel que alega ser louco para não ir para a cadeia, esquecendo-se que, como área de intersecção entre saúde mental e justiça, o espectro de atuação é muito mais amplo, passando pelas áreas de família, cível, trabalhista, administrativa e qualquer outra que envolva questões jurídicas, perpassando praticamente todas as áreas de atuação humana e remontando à antiguidade, aos primórdios dos códigos e leis.

IDENTIFICANDO O PROFISSIONAL IDEAL PARA SUA NECESSIDADE

Qualquer médico pode ser nomeado por um juiz para atuar num processo – ele é o perito, que trabalhar para a Justiça. Os envolvidos no processo podem contratar um assistente técnico, para auxiliar na preparação de quesitos (perguntas que o perito deve responder) e acompanhar a perícia. O resultado final dos trabalhos será apresentado num laudo.

Com o avanço do conhecimento nas diversas especialidades fica cada vez mais difícil que exista uma Medicina ampla e ao mesmo tempo profunda o suficiente para dar conta de todas as questões que envolvam o Direito. Assim, as especialidades passam a ter um papel maior, sendo hoje comum que os operadores do Direito consultem médicos especialistas. Seguindo esse raciocínio, quando a matéria em questão diz respeito a saúde mental, é melhor contratar um médico com especialização em psiquiatria do que um sem tal formação. Ainda segundo o mesmo raciocínio, é ainda melhor que seja um psiquiatra com especialização em Psiquiatria Forense, pois este é o mais versado nas questões atinentes ao Direito.

É uma área prática, mas também teórica, já que a forma com que as leis vêem a doença mental reflete a forma como a Sociedade se relaciona com a Psiquiatria. Não é por acaso que este blog se chama Psiquiatria e Sociedade.

Para mais informações consulte http://visumconsultoria.com.br/

Anúncios

3 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Gostaria de saber: tipos de perguntas e que critérios são avaliados em uma consulta (entrevista) com um períto psiquiatra para a contratação em concurso.

    Neusa

    neusa maria grande jorge

    23/09/2010 at 10:21 PM

  2. gostei muito dessa matéria Psiquiatra forense. Comesei hoje um tratamento.vai dar tudo cedo. Obrigada

    ivone maria ferreira

    16/03/2012 at 5:53 PM

  3. Eu tenho uma espécie de fobia social e tenho medo de trabalhar fora. Eu quero trabalhar, mas trabalho com gente conhecida, trabalho em casa, sem emprego. Mas, eu precisaria de uma ajuda do governo para sobreviver, visto que trabalhos em casa são trabalhos sem garantia. Um mês posso receber, outro mês, não. Como posso fazer um exame neurológico, tirar chapa da minha cabeça tipo num ambulatório e tentar na justiça obter esse benefício. Eu NUNCA vou poder ter um emprego propriamente dita de carteira assinada, apenas trabalhos freelancers. Eu tenho essa limitação. Eu sofro de síndrome do pânico, depressão produnda e suspeitam de distúrbio bipolar.
    Eu vivo deitada o tempo todo, sem gosto de viver. Nem vontade de me divertir eu tenho. Ficam dizendo que eu sou preguiçosa, mas não é verdade. Eu trabalho em casa, faço produtos artesanais na área de papelaria, dou reforços escolares tipo aula de inglês e espanhol e outras coisas que dá. Eu sou bacharel em jornalismo, mas não atuo profissionalmente, apenas blogs, trabalhando em casa e freelancer. Eu tenho fobia social que me atrapalha até para fazer minhas vendas e negócios pelo computador. Como eu posso receber um auxílio do governo para sobreviver? Não quero ficar vivendo de mesada, não. Vejo minha família viajando toda hora, gastando dinheiro e eu nada. Eu quero trabalhar, mas não tenho condições psicológicas para
    ter mprego convencional. Obrigada.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: